Ser feito de marionete pelo diretor é raro. E poucos conseguem evitar aquela frustração de que a manipulação não é feita em favor de um roteiro fraco. Hitchcock talvez seja o diretor mais reconhecido por conseguir essa impressão — de manipular o espectador e este sair satisfeito no final. Imagine se ele tivesse feito Quero Ser John Malkovich.

Bem, Hitchcock nunca poderia fazê-lo. Ele é um filme todo de Jonze. Já no seu filme de estréia, ele consegue brincar com o espectador em uma deliciosa virtuose do que é realmente o filme e do que é interpretação de sua parte. É um labirinto sem saída e ele, ao lado de seu fiel escudeiro Charlie Kaufman (o roteirista do também maravilhoso Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças), nos joga em vários pontos para que nós tentemos bolar ao menos um plano. É uma brincadeira mágica.

Se fosse só uma brincadeira, porém, Quero Ser John Malkovich não teria por que ser um filme. Mas ao ser justamente uma discussão do que é realmente a ideia do diretor e em qual ponto entra o espectador nessa interpretação, bem, aí sim ele mostra seu valor. Em um filme onde fantoches que trabalham no 7 1/2 andar de um escritório misterioso e encontram lá um túnel que leva para a mente de John Malkovich onde eles podem ficar uns minutos antes de serem jogados do céu para Nova Jersey é realmente impossível de prever onde tudo vai levar. Quero Ser John Malkovich é uma viagem deliciosa pela mente de várias pessoas e uma brincadeira que nos faz enxergar o que forma um filme: onde estão as ideias que são nos dadas e onde entram as nossas próprias. Ele vai te dar um nó na cabeça. Mas é simplesmente fascinante.

  • Prós: a virtuose gigante da jornada dos funcionários do 7 1/2 andar que entram num túnel e saem na cabeça de John Malkovich. As atuações nada menos que excepcionais de John Cusack, Cameron Diaz (hilária), Catherine Keener e, claro, John Malkovich.
  • Contras: você pode ver 700 vezes, nunca vai pegar toda a ideia.
  • Veredicto: Malkovich, Malkovich, Malkovich, Malkovich, Malkovich, Malkovich? Malkovich! Malkovich, Malkovich.

Quero Ser John Malkovich (Being John Malkovich, 1999). Estados Unidos. Dirigido por Spike Jonze; escrito por Charlie Kaufman; fotografado por Lance Acord; editado por Eric Zumbrunnen; trilha-sonora composta por Carter Burwell; com John Cusack, Cameron Diaz, Catherine Keener, John Malkovich, Ned Bellamy, Charlie Sheen, Orson Bean, Mary Kay Place.

Publicado por Arthur

Eu faço sites e vejo filmes.

Se junte à conversa

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.