Tropicália não é um Buena Vista Social Club. Não é um documentário ideal para retratar os músicos de uma geração. Mas é bom o suficiente.

Tropicália é um documentário que se centra em Caetano Veloso e Gilberto Gil, e expande a ótica para exibir como a música deles influenciou o cinema, teatro e, claro, a política. Tropicália é idealista e ambicioso, mas o diretor Marcelo Machado parece saber como usar a quase que total predominância das imagens de arquivo para criar uma narrativa biográfica empolgante.

  • Prós: é um excelente documentário sobre uma geração apaixonante.
  • Contras: não é o tão merecido documentário que a MPB precisa ter.
  • Veredicto: não é aquilo que o MPB merece, mas Tropicália é já um excelende documentário que expande a ótica dos artistas de uma geração para muito além do comum. É empolgante, é bonito e muito bem dirigido — merece dar uma conferida.

Tropicália (2011). Brasil, Estados Unidos, Reino Unido. Dirigido por Marcelo Machado; escrito por Di Moretti, Marcelo Machado, Vaughn Clover; editado por Oswaldo Santana; com Gilberto Gil, Caetano Veloso.

Publicado por Arthur

Eu faço sites e vejo filmes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.