Seven é parte da primeira geração de filmes de David Fincher, quando ele era jovem ainda e precisava se “formar” como alguém com domínio da técnica. Bem, em Seven Fincher não só mostra esse domínio como automaticamente se prova um dos mais promissores diretores de sua geração.

A história doentia de um crime doentio é a consagração de Fincher em três momentos diferentes. Aqui, em sua “estréia” (após o fracassado Alien 3), em Zodíaco, dez anos depois, e em Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, mais cinco anos depois. Os três filmes são essencialmente diferentes (é possível ver uma maturidade crescente em cada um, principalmente no segundo). Mas é Seven que mostra a fundação de Fincher como um mestre de seu cinema. E que cinema.

Apaixone-se, tenha nojo, medo e, no final, surpreenda. Assim é com todos os filmes de David Fincher. Especialmente nesse aqui.

  • Prós: a mão de Fincher é certeira: filme excepcionalmente bem dirigido, atuado, escrito, editado… Enfim, é um thriller na medida certa.
  • Contras: nada.
  • Veredicto: ver um thriller de David Fincher é como ver um filme de diálogo de Abbas Kiarostami: você sabe que ninguém faz melhor.

Seven: Os Sete Crimes Capitais (Seven, 1995). Estados Unidos. Dirigido por David Fincher; escrito por Andrew Kevin Walker; fotografado por Darius Khondji; editado por Richard Francis-Bruce; trilha-sonora composta por Howard Shore; com Brad Pitt, Morgan Freeman, Gwyneth Paltrow, Kevin Spacey.

Publicado por Arthur

Eu faço sites e vejo filmes.

Se junte à conversa

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.