Vi esse filme sem esperar absolutamente nada. E, cara, que baita filme.

Nicole Kidman faz uma mãe que perdeu o filho há oito meses. Oito meses. O título brasileiro faz parecer que ela, e o marido, encontrariam a felicidade ao final do filme. Mas realista como o filme é, eles não encontram. Não há como encontrar. Aqui, parece que a fotografia é feita de texturas, em que a própria morte é uma delas. E o luto, o qual a mãe e o pai estão passando, de maneiras contrárias (ela não suporta ver mais imagens do filho, que já inundam sua cabeça; ele quer parecer que o garoto nunca foi embora dali), é o tato com essa textura. John Cameron Mitchell mostrou uma sensibilidade imensa, ao mesmo tempo que fez um dos filmes que mais me surpreendeu nos últimos tempos.

  • Prós: Nicole Kidman em uma grande atuação, como há tempos eu não via; fotografia belíssima, digna de um David Fincher; a cena do acidente está entre as minhas favoritas, de longe;
  • Contras: Aaron Eckhart tá um bosta, podiam ter arranjado alguém melhor.
  • Veredicto: um baita filme, que está fazendo parte da minha coleção de favoritos. Dê uma chance, não é nada com o que o título (e a divulgação brasileira) vendem.

Reencontrando a Felicidade (Rabbit Hole, 2010). Estados Unidos. Dirigido por John Cameron Mitchell; escrito por David Lindsay-Abaire, baseado em sua obra de mesmo nomefotografado por Franco G. DeMarco; editado por Joe Klotz; trilha-sonora composta por Aanton Sanko; com Nicole Kidman, Aaron Eckhart, Dianne West, Miles Teller, Sandra Oh.

Publicado por Arthur

Eu faço sites e vejo filmes.

Se junte à conversa

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.