A primeira fase de David Fincher no cinema, que vai desde Seven até Clube da LutaVidas em Jogo é o mais diferente.

A história de um magnata que entra em uma verdadeira trama macabra, vendida como um jogo, e que o faz perder tudo, parar no México, ter jornais conversando com ele, e todo o tipo de coisa estranha acontecendo a sua volta é envolvente. São reviravoltas dentro de reviravoltas em um show de contar histórias (Christopher Nolan devia ter assistido esse filme pra estruturar os níveis existenciais de A Origem) que só David Fincher sabe fazer. Mas tem alguma coisa, alguma coisa grave, que eu não consegui distinguir, que faz esse Vidas em Jogo não ser tão envolvente ou tão magnífico quanto Seven.

  • Prós: a história é envolvente e muito bem contada; David Fincher já mostrava, em seu segundo filme, traços de direção artística que hoje são a sua base de estilo; o final merece palmas.
  • Contras: tem algo de muito estranho nesse filme, que o faz não funcionar tão bem quanto os outros filmes de finais surpresa do diretor.
  • Veredicto: um excelente filme de suspense, Vidas em Jogo te deixará tenso até o último mínuto, com um final bacanudo (embora redondinho). Mas não espere aqui explodir sua mente como em Seven.

Vidas em Jogo (The Game, 1997). Estados Unidos. Dirigido por David Fincher; escrito por John D. Brancato, Michael Ferris; fotografado por Harris Savides; editado por James Haygood; trilha-sonora composta por Howard Shore; com Sean Penn, Michael Douglas, Deborah Kara Unger.

Publicado por Arthur

Eu faço sites e vejo filmes.

Se junte à conversa

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.